Nome-performance.png
barra de cima2.png
bolinha-logo.png
logo-espiraldasartesvirtual.png
culturaiminente-bt.png

O texto, escrito em 1973, é baseado no bestseller "Mila 18", de Leon Uris, sobre o levante do Gueto de Varsóvia, em meio a Segunda Guerra Mundial e em matérias e artigos sobre o atentado terrorista durante as Olimpíadas de Munique, em 1972. Recebeu um texto introdutório de Carlos Carvalho, que também assina a direção que buscou a teatralidade advinda da emoção dos intérpretes, como também a narrativa distanciada.  Toda a produção, bem como a captação da leitura dramatizada, foi realizada em 2020, durante a pandemia, no Recife. Importante dizer que todo o processo de construção da leitura fez pulsar a vida criativa em face do isolamento imposto pelos protocolos sanitários. Uma ação importante na vida do elenco e de todos os envolvidos. A arte salva, mesmo a distância. 

 

Duração: 52 min

 

Classificação indicativa: 16 anos

À Luz do Isolamento é o exercício de conclusão da Oficina Luz na Cena, etapa Petrolina.

 

A performance aborda os vários aspectos da luz no contexto estético e sociocultural de um momento onde vivemos, todas e todos isolados socialmente, por decreto, afetivamente por carências diversas. Ainda diante de um novo olhar sobre o fazer teatral, buscamos explorar técnicas, situações e narrativas que apontassem para caminhos híbridos de interpretação e performance.

 

Duração: 23 min

 

Classificação indicativa: 16 anos

Encarregadas de velar o corpo da filha mais jovem de uma família aristocrática, as carpideiras Prudência, Angústia e Astúcia, surpreendem-se com o comportamento pouco ortodoxo dos membros da família, a começar pela própria falecida, morta em estranhas circunstâncias. Perplexas, das incomuns situações com as quais vão se deparando no decorrer do velório, as carpideiras acabam surpreendendo umas às outras com revelações pessoais inimagináveis. O espetáculo é uma sátira sobre a hipocrisia humana, sobre a busca da verdade de cada um.

 

Duração: 55 min

 

Classificação indicativa: 16 anos

A Mostra Caldo de Cana reúne performances construídas no workshop homônimo, que aconteceu durante o ano de 2020, no período de isolamento social, por ocasião da pandemia da Covid-19. Idealizada e ministrada pelo multiartista Eron VIllar, propôs criar performances iluminicênicas com objetos e fontes luminosas das casas de cada participante. Este recorte da Mostra, reúne algumas apresentações que dialogam com uma narrativa poética, a partir de sensações e sentimentos vivenciados durante esse período tão difícil para todes nós!

 

Duração: 22 min

 

Classificação indicativa: 16 anos

Desatinos é um monólogo com quatro contos Tragicômicos que ocorrem em cidades brasileiras revelando preconceitos, discriminações, bullying, morte, assunção de si mesmo, coragem, superação, limites humanos, loucuras individuais e sociais. Os contos “O Menino Demoníaco”, “O Alfaiate”, “O Açougueiro” e “Amor Híbrido”, corroboram com a Oralidade dos milenares Contadores de histórias, e selam com finais surpreendentes.

 

Duração: 60 min

 

Classificação indicativa: 18 anos

insta-icon.png
facebook-icon.png